´MUST HAVE´ equipamentos para o Trail Running

2021-09-01   Publicado por:

Acima de tudo, a extensão do percurso e o clima devem determinar a escolha do seu equipamento. 

A regra é: “O mínimo possível, o máximo necessário”.

 

- Vestuário

O equipamento deve facilitar a corrida e nunca atrapalha-la. Isso significa que a roupa deve ser o mais respirável e leve possível.

Quanto mais exigente for o percurso, mais roupas robustas serão necessárias. Isso não significa necessariamente roupas mais pesadas, apenas o material deve ser capaz de suportar as condições adversas que encontrará no percurso. Afinal, o risco a que está sujeito no Trail é substancialmente maior do que na corrida de estrada.

Deve escolher roupas confortáveis ​​e elásticas, pois para conseguir superar algumas subidas, precisará de muito mais liberdade de movimentos. Além disso, devemos ter em consideração quaisquer diferenças de altitude e de temperatura associadas à escolha da roupa.

As meias, são do vestuário mais importante, pois protegem os seus pés ao longo de todo o percurso. Escolha meias em função das condições atmosféricas e caso exista a possibilidade de chover, leve um par de meias extra na mochila da base de vida. Cuide dos seus pés, pois uma bolha podem determinar o sucesso ou não de uma prova.

Boné, Visor, ou Buff. Dependendo das condições climatéricas deve tomar a opção. Não se esqueça, eles protegem do sol e da chuva, podendo concentra-se com a todo o tempocom o terreno e onde mete os pés e também do frio, evitando a perca de calor.

-Mochila ou colete

Em distâncias curtas podes usar um cinto de hidratação normalmente com um ou dois flasks até 500 ml ou com um flask individual que se prende na mão ou no pulso, mas para distâncias maiores é necessário a maior capacidade e ai, será necessário uma mochila/colete de hidratação.

Estes são concebidos para não saltar quando corre enquanto que os bolsos frontáis permitem o acesso a diversos matriais sem necessidade de tirar a mochila. Há uma vasta escolha no mercado, por isso, deve sempre procurar ajuda especializada na altura de escolher.

- Sapatilhas

É sem dúvida o elemento mais importante.  No momento de escolher as "suas fieis companheiras", deve procurar escolher entre a Triade, Conforto/amortecimento, Proteção e Aderência. Estas três premissas variam em função de vários fatores, no entanto os mais importantes serão sempre a  distância que irá percorrer, o tipo de piso e as condições climatériacas.

Por norma, deves optar por:

-Uma sola mais rígida e firme que não possa ser torcida tão facilmente;

-Uma parte mais larga do calcanhar e um centro de gravidade mais baixo, contribuem para a diminuição da possibilidade de entorses ao nivel do tornozelo;

-Sapatilhas com "tacos" para garantir uma maior aderência ao terreno, mesmo quando está molhado;

-Um material superior mais robusto para proteger contra pedras afiadas, rochas ou espinhos;

Além disso não devem ser totalmente impermeáveis, no entanto, algumas possuem a malha impermeável, mas garantem ventilação, pois permite drenar a água e facilitar a secagem do pé.

No momento de escolher, a ajuda especializada pode fazer com que poupe vários euros, ou até mesmo minutos quando o rendimento e a performance entram na equação.

-Bastões

"A sério, bengalas?"

Sim, bengalas! Os bastões podem ser uma ajuda fundamental em terrenos íngremes. É até podem aliviar as pernas e pés e redirecionar a força para o tronco e antebraços. Acima de tudo em longas distâncias os bastões podem ser grandes aliados para poupar energia, oferecendo uma estabilidade adicional e uma redução na pressão nas articulações. É tão simples como, acabar ou não uma prova por fadiga dos membros inferiores.

Importante serem bastões feitos de material leve e fáceis de transportar (dobráveis) na parte externa do colete e adequados à sua altura.

-Iluminação

Se for fazer uma prova longa, é provavel que tenha de correr durante a noite e nesse caso, um bom frontal pode fazer a diferença. Normalmente nós atletas de longas distâncias levamos um frontal colocado e um frontal de reserva no colete, caso algum falhe. Não corremos o risco de percorrer trilhos noturnos sem iluminação, pois muitas vezes não existe ninguem que nos ajude com iluminação e mais vale prevenir do que..... 

Existem frontais recarregáveis com uma powebank que por norma fica na base de vida e aí aproveitamos para o recarregar. Existem também frontais a pilhas e caso seja essa a opção, deve sempre levar consigo um conjunto de pilhas extra. Esta opção, por norma, é menos durável e eficiente, embora seja mais leve.

Luz de sinalização vermelha, assume maior importância, quanto menos visibilidade houver, pois pode fazer a diferença entre alguém se perder, ou não.

-Relógio/GPS

Aqui a escolha deve recair sem dúvida na durabilidade da bateria. Quanto maior for a prova, maior necessáriamente terá de durar a bateria, para que consiga navegar no track, sem correr o risco de ficar a meio do percurso sem navegador.

Deve escolher também um relógio que lhe permita ver a altimetria acomulada ao longo do percurso, quer para planeamento de treinos, quer para melhor gestão de provas.

Existe um sem fim de relógios no mercado, com um sem fim de funcionalidades, mas a escolha recairá sempre nestas duas premissas anteriores.

 

Dica: Leve sempre uma manta térmica e um télemovel de teclado carregado, quer para treinos, quer para provas, e acima de tudo, tente sempre ir acompanhado.  Há momentos em que o azar nos bate à porta e o rápido socorro pode fazer a diferença no resultado final.

Na hora de escolher o seu material, lembre-se que a ajuda especializada lhe poderão fazer poupar dezenas de euros, ou mesmo, fazer a diferença entre terminar ou não uma prova. 

 

 

Autor:

Tags: trailuniverse,trailrunning,ultratrail,algarve,ultratrail,ultrarunner,runners,neverstop,nevergiveup,trailrunninglife,corrida,corredoresanonimos,superação,trail,

« Voltar